O Evangelho da Morte, o Verdadeiro.

Jesus reunido com muitos de seus discípulos…

Jo 6:53

Jesus, pois, lhes disse: Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos.

Jo 6:60-67

Muitos, pois, dos seus discípulos, ouvindo isto, disseram: Duro é este discurso; quem o pode ouvir?

Sabendo, pois, Jesus em si mesmo que os seus discípulos murmuravam disto, disse-lhes: Isto escandaliza-vos?

Que seria, pois, se vísseis subir o Filho do homem para onde primeiro estava?

O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida.

Mas há alguns de vós que não crêem. Porque bem sabia Jesus, desde o princípio, quem eram os que não criam, e quem era o que o havia de entregar.

E dizia: Por isso eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lhe for concedido.

Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com ele.

Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos?

Vocês conseguem imaginar esta situação? Jesus com muitos discípulos e muitos dando um passo para trás… Restando apenas os doze?

Jesus poderia ficar abatido diante daquela situação…

Se cobrado por não ter pregado da maneira correta, ou de um jeito que mais “tocasse ao coração” de todos.

Tentado ser mais ‘light’.

Ou mais… Podia ter feito algo para chamá-los de volta…

Feito um mega evento evangelístico…

Ou até um evento mais simples.

Chamado uma grande banda de rock gospel, quem sabe?

Usados vários métodos psicológicos ou grandes teorias filosóficas.

Não fez nada disso.

Olhou para os doze restantes e perguntou: “Vocês também não querem ir?”.

Irmãos e irmãs… Olhando para esta cena passo a conhecer melhor nosso Senhor.

Temos muito que aprender com nosso Mestre!

Não vamos nos abater se restarem apenas doze para ouvir a palavra da verdade. Se restarem apenas 7, ou 4 ou apenas 1. O evangelho não pode ser trocado, camuflado, fraudado, maquiado. Da mesma maneira como o Reino de Deus é perfeito, assim também é sua palavra, doa a quem doer. Ela é o que é, revelada na pessoa do Senhor Jesus de Nazaré. Para haver vida é necessária a morte. Para haver vida em nós, Cristo se entregou por nós.

O exemplo da morte do nosso Senhor deve ser seguido. Devemos a cada dia mortificar a nossa carne, para a cada dia se manifestar em nós aquilo que é do Espírito. Morrer para nossa vontade, para o pecado, para qualquer manjar que o mundo nos ofereça, nosso egoísmo, para nós mesmos.

Morrer é algo honroso, pois produz vida. E somente depois disso poderemos ver os verdadeiros frutos, a começar, o de arrependimento genuíno.

“pra que outros possam viver, vale a pena morrer” – Min. Livre Para Adorar

Fiquem na paz e na graça do Senhor!

Que o Espírito Santo nos derrame a unção e o poder para vivermos plenamente nosso chamado e transparecer Cristo em nossas vidas!

André Aneas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s