Eu pensei…

Me disseram que amigos era a melhor coisa do mundo.
Eu acreditei e não era verdade.

Me disseram que beber era a melhor coisa do mundo.
Eu acreditei e não era verdade.

Me disseram que a sensação causada pela droga era a melhor coisa do mundo.
Eu acreditei e não era verdade.

Me disseram que sexo fácil era a melhor coisa do mundo.
Eu acreditei e não era verdade.

Me disseram que dinheiro era a melhor coisa do mundo.
Eu acreditei e não era verdade.

Me disseram que Jesus é a melhor coisa do mundo.
Eu não acreditei. E É VERDADE!!!

 

Aline Laurenti

O falar em línguas em UBC – Vancouver, CA

Queridos,

Leiam… Extraído do blog do Livres para Adorar (ministeriolivresparaadorar.blogspot.com). Tremendo!!

 

Meu amigo, Bernardo Cho, acabou de voltar ao Brasil de férias, depois do seu primeiro ano letivo no Regent College (uma das instituições de ensino teológico mais influentes do mundo) e enquanto saboreávamos algumas pizzas no jantar ele me contou algo que reflete um pouco do ambiente onde ele está e que reflete, também, elementos pertencentes aos mistérios de Deus.
No Regent, ele tem dividido sua vida com figuras importantes de nossa história do pensamento cristão como James Houston, J.I. Packer, Gordon Fee e muitos outros, e o seu orientador de mestrado é o engenheiro aeronáutico, doutor em Antigo e Novo Testamento pela Universidade de Cambridge, Rikk Watts. #FalandoEmInvejaSanta!!!

O que o Bê me contou foi que, em uma de suas aulas, o Dr. Watts relatou ter acabado de participar de um experimento na Universidade da British Columbia em Vancouver, onde cientistas buscavam fazer algumas análises das atividades cerebrais dos cristãos pentecostais no momento do falar em línguas.

Na sala de pesquisa, o Dr. Watts havia sido “plugado” a inúmeros fios, sensores, e em seguida os cientistas deram a ele o sinal para orar em línguas quando pudesse. Assim que ele começou, logo os cientistas apresentaram alguns sinais de surpresa e espanto com “Uaus!” e “O que é isso?!”

Quando o Dr. Watts perguntou o que estava acontecendo, os cientistas disseram que, em média, um cérebro em intensa atividade de concentração e foco apresentava nos monitores 50% de sua utilização. Quando o Dr. Watts passou a falar em línguas, os monitores apresentaram 80% do uso cerebral, o que gerou assombro nos cientistas.

Na sequência, ele foi submetido a um outro tipo de exame, “plugado” a outros aparelhos e foi convidado a orar em línguas. Passados alguns segundos, novamente foram ouvidos outros “Uaus!” e “O que é isso?!” E, mais uma vez, o Dr. Watts perguntou o que diziam os aparelhos.

Desta vez, os cientistas responderam que o cérebro humano, nas devidas circunstâncias, levava em média 10 minutos para se chegar no “estado alpha” ou no estado onde o cérebro fica suspenso em repouso. O cérebro do Dr. Watts, enquanto ele falava em línguas, tinha levado 20 segundos para se chegar neste estado de paz.

Uau!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

É claro que a partir deste experimento isolado não podemos nos precipitar dizendo que temos respostas conclusivas, mas que as palavras de I Coríntios 14:4a, que nos dizem que o que fala em línguas a si mesmo se edifica, de certa forma, foi notável!

Abraços fraternos e que o Senhor abençoe a todos!

Juliano Son

 

http://ministeriolivresparaadorar.blogspot.com/2010/06/o-falar-em-linguas-em-ubc-vancouver-ca.html

Considerações – Eleições 2010

A questão primordial sobre as eleições 2010 não é o partido ‘A’ ou partido ‘B’. Também, o foco principal não a ‘demonização’ do processo eleitoral brasileiro. Muito menos, se refere a questões sobre Daniel Mastral e seu pai satanista. Embora este três pontos sejam relevantes (o Partido dos Trabalhadores, o peso espiritual destas eleições e o que diz respeito ao pai político do Daniel Mastral), o foco é outro!

Existem duas grandes verdades que precisam ser citadas:

1ª – Cristo ama sua igreja. Ele a fez e Ele retornará para buscá-la. O livro de Hebreus nos fala da necessidade da fé para agradarmos a Deus e da nossa esperança de um lar celestial – céu (Hb. 11:16). Como crentes em Cristo temos a esperança da vida eterna na glória com o Senhor Jesus e graças a Deus por isso!

2ª – Final dos tempos. Amados, não é a toa que vemos no livro das Revelações cartas de exortações as igrejas. Não é a toa que o Espírito Santo inspirou João a diversas vezes escrever “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz as igrejas”. Não é à toa a preocupação de Deus com o livro de Apocalipse, preocupação esta que ao final do livro é dito que se alguém acrescentar algo as pragas que estão escritas no livro virão sobre quem acrescentou e se alguém tirar algo do livro, Deus tirará a parte desta pessoa do livro da vida (Ap. 22:18-19). Antes que alguém pense: “Mas você está falando somente do livro do Apocalipse!”, é nítido, ao ler os 4 evangelhos, o quanto Jesus deixou claro que devemos nos atentar ao modo como vivemos, nos preparando para a volta de Cristo. Muitas vezes o Mestre falou acerca do inferno, nos alertando da condenação eterna. Através de parábolas, entendemos que precisamos ter azeite a fim de não deixarmos nossa chama se apagar, como aconteceu com as 5 virgens loucas (que também eram noivas do noivo – ou seja, esta mensagem é para a igreja, pois é a igreja quem espera o noivo).

O Senhor nos diz que seriamos perseguidos neste mundo em que jaz o maligno (Mt. 24:9). Mas esta realidade da vida cristã não é sentida pelos crentes no Brasil, pois vivemos em um país em que há liberdade. Sabemos que esta liberdade não nos isenta das ‘chacotas’, das humilhações e descriminação, muito embora, verdade seja dita, era muito mais difícil ser crente (ou cristão para os que se ofendem atualmente) a décadas atrás no Brasil. Não tenho dúvidas, que no fim dos tempos, Satanás, o príncipe deste mundo, passará a se manifestar de forma mais explícita (mais ainda!), deixando claro a que veio. Se pensarmos que o diabo se assentará no Templo em Jerusalém e pedirá para ser adorado, temos um bom termômetro do grau de atuação do anticristo (2 Ts.2:4). Sem dúvida, a perseguição aos crentes aumentará.

Teologicamente, sabemos que a igreja poderá ser arrebatada antes, no meio ou depois dos 7 anos de tribulação. Acredito particularmente que seremos arrebatados antes (pré-tribulacionismo). Mesmo sendo desta opinião, não posso fechar os olhos para tudo que o Senhor me mostra e alerta nas Escrituras. Não podemos como igreja vivermos despreparados para uma possível perseguição. Ao contrário, a igreja deve se levantar e se preparar para volta do Senhor! Se preparar para se encontrar santa e irrepreensível para o dia da vinda do noivo, que virá como ladrão a noite (1 Ts.5:2).

O foco é a igreja preparada, revestidade de poder e autoridade para anunciar um evangelho que salva, vivifica, renova e transforma! Mas como? Com mensagens que somente massageiam o ego das pessoas? Mensagens que te fazem sentir bem e voltar para casa como se nada tivesse acontecido? Mensagens que não inspiram os pais a quererem que os filhos sirvam ao Senhor da maneira como for? Mensagens que não nos fazem refletir se verdadeiramente somos parte do corpo de Cristo? Mensagens que não nos estimulam em nada a odiar o pecado, a amar radicalmente o Senhor, a vivermos a vida plena em Cristo, a desfrutarmos da graça de Deus, a através dos dons sermos parte do processo de edificação da igreja e a morrer por amor de Cristo?

Graças a Deus que Cristo faz igreja e cuida da igreja. Não a abandona. Mas me assunto ao ver na palavra que “poucos encontram o caminho que leva à vida”. Oro para que a igreja deixe de ser morna e desperte para urgência que o Senhor tem nestes dias.

Onde estão aqueles que vivem nesta terra como se não pertencessem a ela? Onde estão as vozes que clamam por santidade, temor e honra ao Senhor? Onde estão aqueles que acreditam com toda a força que Cristo reina? Onde estão os profetas desta geração? Onde estão aqueles que estão dispostos a pagar um preço e se expor ao ridículo por amor do Senhor?

Deus tenha misericórdia do nosso país! E se necessário for a perseguição para os crentes do Brasil, que assim seja! As feridas no corpo precisam ser curadas e existem feridas em que uma aspirina não é suficiente para sarar, mas é necessário um tratamento de choque. Precisamos de vasos moldados pelo oleiro. Vasos dispostos a se entregar nas mãos de Deus para serem refeitos se necessário.

Que a vontade do Senhor seja feita, pois Ele disciplina aos que Ele ama (Hb.12:6).

“Senhor, venha nos amar e nos fazer VERDADEIROS adoradores, para Tua honra e glória!”

E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão – Mc.16:17-18

 

André Aneas