As 7 Cartas do Apocalipse – Sardes

Carta para Igreja de Sardes

 

Significado do nome: “Reforma“

Período: 1517 a 1827

Mensagem Profética: Protestantismo – Lutero

Repreensão: Obras Incompletas

Renovado

Sardes representa profeticamente o quinto estágio da igreja. A origem do nome representa ‘novo, renovado’ e possui relação com os remanescentes de Tiatira, pois se trata do momento em que se deu a Reforma Protestante. “O sofrimento de muitos em Tiatira não foi em vão, pois os olhos de outros foram abertos, até mesmo de nações. Estes viram não apenas o Senhor Jesus, mas a baixeza da corrupção na qual estavam presos” – pg. 162.

A Falta de Plenitude – Ap 3:1a

A falta de plenitude espiritual em Sardes era evidente. Diante desta situação, o Senhor se apresenta como possuidor dos “sete Espíritos de Deus e as sete estrelas”, que é uma figura da plenitude do Seu poder. “Pode haver força intelectual e ativismo, mas quase nada de energia Divina. Eles receberam vida ao nascer de novo, mas esta vida não estava operando. Jesus disse que a carne pra nada aproveita; o Espírito é quem vivifica (Jo 6:63)” – pg. 163.

Algo bastante relevantes para nós é a idéia de ativismo no Reino sem o poder de Deus manifestado. Ao observar a igreja, percebo que nos tornamos grandes fazedores de eventos, dos mais variados tipos. Eventos bem produzidos, com muitas luzes, muita emoção (alma), boa comida, porém sem o essencial: poder de Deus.  Certa vez me perguntaram: “Por que nossa igreja não cresce?”. Creio que é uma pergunta justa de ser feita, uma vez que na igreja primitiva todos os dias o Senhor acrescentava alguém (At 2:47). Mas qual seria a diferença? Com certeza eles não tinham toda “experiência” em organizar eventos. Muito menos toda tecnologia que possuímos e dominamos. Mas o que é determinante é que eles pregavam a Palavra de Deus no poder e autoridade do Espírito Santo e o Espírito de Deus agia de modo tremendo.

Sem dúvida, a vontade de entreter tem sido maior do que a vontade de anunciar o evangelho de Cristo. Não devemos nos preocupar em como causar emoção, mas devemos pregar a Palavra e deixar o Espírito Santo agir livremente. Os sinais perseguirão os que crerem (Mateus 16) e não será por situações criadas, forjadas ou manipuladas.

Uma Obra Incompleta – Ap 3:1b

Embora Lutero tenha sido muito usado pelo Senhor, a obra não foi completa. No momento pós Reforma o erro católico foi perpetuado,  pois com o surgimento das igrejas nacionais como Anglicana (Inglaterra) e Luterana (Alemanha), todos que nasciam no país eram batizados. “Com o descontentamento destas prática trouxe a existência as igrejas particulares: Presbiteriana, Batista, Metodista” – pg. 166.

“É interessante observar que em apenas duas das sete igrejas não encontramos adversários dentro ou fora: Sardes e Laodicéia. Satanás não se preocupa com os cristãos que perderam a capacidade de testemunhar pelo Senhor. Muitos filhos de Deus perderam sua condição de peregrinos e passaram a ser contados com aqueles que ‘habitam sobre a terra’. Eles não querem viver ‘assentados em lugares celestiais’ (Ef 2:6), porque caíram da sua posição celestial. Estes não constituem problema para o diabo, pois se tornaram como sal que perdeu o sabor” – pg. 167.

“Esteja atento! Fortaleça o que resta e que estava para morrer” – Ap 3:2

De acordo com Délcio Meirelles, existem dois pontos a serem levados em consideração neste versículo:

1o – Quando o Senhor diz para consolidar o que está para morrer, Ele se refere a doutrinas esquecidas. A volta de Jesus, por exemplo, é um ensino que fora posto de lado. Inclusive hoje em dia não escutamos mais tantas mensagens sobre esta doutrina (de suma importância). Igrejas de hoje espiritualizam o assunto, tornando-o mais parecido com uma fábula do que com a realidade iminente.

2o – O autor também acredita que este versículo diz respeito aos discípulos em Sardes. Uma vez que no versículo anterior existe a expressão “tens nome de que vives e estás morto”, logo os dois versículos tratam do mesmo assunto.

Advertência – Ap 3:3

Os ensinamentos que Sardes havia recebido do Senhor, através do servo Lutero, eram extremamente reveladores e de fato mudariam o rumo da igreja. Entretanto, havia o risco da negligência. Era necessário arrependimento.

Creio que como crentes em Cristo, servos do Senhor, nossa intenção é sempre agradá-lo. Nós como cristãos, peregrinos neste mundo tenebroso, temos que ter uma postura contrária ao mundo, nos desfazendo ao longo do caminho de tudo aquilo que não pertence ao Reino de Deus. Embora isto devesse ser uma realidade no nosso meio, existem inúmeros membros de igrejas, que cansam de ouvir e ler a Palavra e preferem se fazer de desentendidos a respeito de alguns assuntos. Citarei um exemplo: novela. As telenovelas nada tem a ver com o Reino de Deus, mas NADA mesmo! Mesmo assim, “crentes” continuam dando audiência aquilo que Deus abomina. O erro de Sardes, em pequena ou grande escala, continua até hoje. Temos ouvido, mas será que todos tem se arrependido?

No final do versículo, o Senhor nos alerta: “Mas se você não estiver atento, virei como um ladrão e você não saberá a que horas virei contra você”. É se você não estiver atento! Busquemos o Senhor enquanto se pode achá-lo! Oremos sem cessar. Deixemos de lado tudo aquilo que é diferente da sã doutrina. A vinda do Senhor está próxima e creio que você quer ser achado entre os atentos.

Santidade e Conclusão – Ap 3:4-6

Ao prosseguir a leitura desta carta vemos o Senhor tratando com aqueles que guardaram suas vestes, longe do pecado. E o Senhor diz que este dignos, andarão com Ele vestidos de branco. Que benção!

No versículo 5, o Senhor nos dizer que jamais apagará o nome destes vencedores do livro da vida. Uma clara referência à salvação. Aqui fica evidente a importância da santidade para o Senhor. Ele pagou um preço altíssimo para que fossemos adotados (enxertados) como filhos de Deus, um povo santo, separado para Ele. O Senhor não nos deixou órfãos, o Espírito Santo está aqui na terra para nos capacitar a viver de acordo com a vontade Dele. Cristãos, não há desculpa e nem justificativa. Devemos nos esvaziar de nós, matar nossa carne e nos enchermos do Espírito Santo!

Conclusão

“Nesta carta aprendemos que as palavras não substituem a realidade; não basta dizer que temos vida, se manifestamos apenas morte. Precisamos ser responsáveis pelas coisas que o Senhor nos tem revelado; a luz do Senhor precisa ser guardada e praticada. A vigilância é fundamental se desejamos ser arrebatados, pois nosso Senhor virá como ladrão a noite. Nossas vestes devem ser conservadas sem contaminação, isto é, nosso caráter, nossa conduta devem ser irrepreensíveis diante do Senhor” – pg. 176-177.

Deus abençoe sua vida em nome de Jesus!

André Aneas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s