O Acontecimento Mais Importante da História

Paz a todos!

Nesta manhã se comemora o acontecimento mais importante da história, que é sem dúvida o fato mais decisivo da humanidade. É com base neste acontecimento que Deus nos permite uma re-aproximação com Ele.

Após o homem ter se rebelado contra Deus muito da nossa origem se perdeu. A motivação, a capacidade física e intelectual, a pureza, o respeito, princípios e principalmente o reconhecimento da criatura para com o Criador. Com o passar dos anos, da perda do reconhecimentos a humanidade passa a ignorar o Criador, perdendo sua identidade.

O homem em busca de identidade e ignorando o Divino, passa a cometer grandes atrocidades. Olhando qualquer noticiário conseguimos facilmente identificá-las. Porém, creio eu que a pior atitude do homem com o Criador é a ignorância. Ao contrário de amá-lo, os homens ignoram o Ser superior, criador dos céus e da terra, passando a andar por seus próprios passos. Olhando o mundo, não é difícil perceber que esta não foi uma boa escolha.

Romanos 1:20-25 retrata esta realidade:

Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis;

porque, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe renderam graças, mas os seus pensamentos tornaram-se fúteis e os seus corações insensatos se obscureceram.

Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos

e trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis.

Por isso Deus os entregou à impureza sexual, segundo os desejos pecaminosos dos seus corações, para a degradação dos seus corpos entre si.

Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém.

Jesus, o Filho amado do Pai veio a este mundo, como sacrifício perfeito. O salário do pecado é a morte e nós deveríamos morrer. Mas Deus se faz carne, habitando entre nós, e realiza um ato furioso de amor. O Filho Unigênito do Pai, entregue em sacrifício para que eu e você pudéssemos viver e escapar do juízo eterno.

Ele é tão poderoso que a morte não foi capaz de derrotá-lo. Ressuscitou! Ele vive para todo sempre!

Por isso eu declaro que Jesus é o meu Rei. É por Ele que eu vivo. Sou seu escravo e Ele é meu Senhor. Glória, honra e louvor sejam dados à Ele!

Obrigado Jesus, meu Rei.

Pregação: Pr. Wilson Ferrante – “Homens de Confiança para um Mundo sem Esperança”

Paz a todos!

Com muita alegria, gostaria de compartilhar este audio de uma pregação do Pr. Wilson, que ocorreu em uma Assembléia de Deus em Itatiba. Não tenho dúvida alguma de que esta palavra irá impactar a sua vida e principalmente nossa sociedade em geral. Nossa geração precisa de verdadeiro profetas de Deus, que não tem medo, pois sabem em quem tem crido.

Pr. Wilson e amigo,

Que o Senhor continue a te usar desta maneira ousada, um vaso para honra e glória do Senhor!

Deus abençoe a todos!

André Aneas

Homens de Confiança para um Mundo sem Esperança – (download – clicar com o botão direito e em ‘salvar link como’)

As 7 Cartas do Apocalipse – Conclusão Final

Conclusão Final das 7 Cartas

Após os estudos das 7 cartas durante estes últimos dois meses, gostaria de destacar algo de suma importância na vida de todos os crentes: a persistência por parte do Senhor em dizer que “quem tem ouvido ouça o que o Espírito diz as igrejas”. A cada carta fica evidente a quantidade de alertas que nos são feitos. Fico preocupado com os tipos de mensagens que tem sido pregadas por ai. Mensagens que nos tendem, mesmo que não seja a intenção de alguns pregadores, a um certo comodismo. Pensando de maneira lógica, é fácil entender que há algo de errado. Ora, se o Espírito de Deus insiste em nos alertar, como poderia ser diferente com os pregadores que levam a mensagem de Deus? Isto é uma verdade para vários outros pontos das Escrituras. Um exemplo é quando Jesus diz em Mateus 5:29-30:

“Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno.

E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ir todo ele para o inferno”

Como podemos admitir mensagens sobre santificação em que o homem deve “ficar esperando em Deus” ou “esperar até que um processo chegue ao fim”? Jesus disse algo de maneira clara, que nós devemos arrancar (cortar) nossa mão ou olho, ou seja, você crente tem que tomar atitudes que te levem a não pecar, ser pró-ativo.

Creio que se cada um de nós que fazemos parte do corpo deixarmos de lado nossa carne, nos despindo de nós mesmos e buscando orientação do Espírito Santo para lermos as Escrituras, entenderemos a seriedade da persistência de Cristo por sua Igreja e passaremos a enxergar as verdades que estão nos textos bíblicos inspirados por Deus, que são facilmente distorcidos por quem coloca o seu eu no momento de interpretação. Eu que é afetado por orgulho, vergonha, vaidade, frustração e até mesmo engano.

A Palavra de Deus é de Deus e de ninguém mais. Imutável, doa a quem doer.

Parafraseando uma frase do Juliano Son, do ministério Livres para Adorar: “Ai do profeta que deixa de pregar a mensagem de Deus por não vivê-la. E ai do profeta que deixa de buscar viver a palavra de Deus”.

Que nos encontremos entre os que aguardam vigilantes a volta de Cristo, pois a hora está próxima.

Deus abençoe sua vida em nome de Jesus!

André Aneas

As 7 Cartas do Apocalipse – Laodicéia

Carta para Igreja de Laodicéia

Significado do nome: “Opinião do Povo”

Período: 1827 a ?

Mensagem Profética: Filadélfia Soberba

Repreensão: “Pobre, Cego e Nu”

 

“A voz do povo é a voz de Deus” – Ap 3:14

Os crentes de Laodicéia são os que participaram de Filadélfia, porém se tornaram soberbos e orgulhosos. A palavra Laodicéia significa opinião do povo. Quando lemos nos posts passados acerca da doutrina do Nicolaítas, aprendemos que Deus abomina a distinção entre crentes “chamados” para o ministério e crentes leigos, uma vez que estes “chamados” são uma espécie de mediação para os leigos chegarem ao divino. Entretanto, aqui em Laodicéia ocorre o extremo contrário. É sabido pelas escrituras que o Senhor deu diretrizes claras sobre autoridades na igreja. Porém, em Laodicéia o povo é quem dita as regras, nos remetendo ao equivocado dito popular: “A voz do povo é a voz de Deus”.

 

Mornidão… – Ap 3:15-16

Laodicéia aparenta muita coisa, porém é “coitado, e miserável, e pobre, e cego, e nu”, tão morna a ponto de ser vomitada!

“O espírito de soberba de Laodicéia torna-a morna e esse estado provoca o vômito. Isso acontece quando se sente um mal estar interior” – pg. 213. Devemos nos examinar a cada dia, vigiando para que a soberba não entre em nossa vida. Assim como Laodicéia, podemos nos achar excepcionais, mas o que vale é o que o Senhor vê. Creio que a última coisa que nós queremos é criar um mal estar com nosso Senhor.

 

Como Constatar a Soberba? – Ap 3:17

W. Nee escreveu sobre o que falam os crentes em Laodicéia: “Um irmão entre eles certa vez disse: ‘Existe algo espiritual em nós’? Outro irmão, ao ver uma nova revista, disse: ‘Que novidade ela pode nos dar? Há alguma coisa que não temos’? Um outro disse: ‘Uma vez que o Senhor tem nos dado a maior luz, devemos estar satisfeitos; ler o que os outros tem é perda de tempo’. Quando ouvimos aqui este tipo de falar, imediatamente lembramos o que o Senhor diz aqui a respeito daqueles que dizem ‘eu estou rico’. Oh! Quão cuidadosos precisamos ser para que não nos tornemos Laodicéia” (Ortodoxia da Igreja, pgs 90, 91).

Creio que este orgulho e soberba é nítido em diversas denominações, quando por diversas vezes elas dão a entender que são quase ‘donas da teologia’. Todos estão errados, somente elas estão certas. Diga-se de passagem, Pedro e João eram pescadores e não fizeram nenhum curso superior para serem apóstolos. Jesus disse que sinais perseguiriam os que crêem (Marcos 16:17-18). Porém, por que muitas vezes não vemos esses sinais perseguirem estes que se julgam mais sábios e cheios de conhecimento (letra)? Ao invés de gastar tempo falando mal de outras denominações, as igrejas deveriam se preocupar em confrontar os crentes com seus pecados, chamando-os ao arrependimento e principalmente buscar a unção do Espírito Santo, que não é adquirida somente com estudo.

 

A Revelação Espírito Santo – Ap 3:18

“Quantos cristãos vivem da doutrina morta estacada em suas mentes, mas sem nenhuma utilidade para o viver diário. Quantos conhecem intelectualmente a Bíblia, mas nunca manifestaram o tipo de vida que ela anuncia. Quantos crentes vivem daquilo que ouviram dos outros e de passar adiante a informação recebida. Eles raramente recebem algo diretamente do Senhor. A Palavra escrita não se torna Vida para eles. A solução para tal dificuldade é o Colírio do Espírito Santo” – pg. 221

 

Amor e Repreensão – Ap 3:1 9

“Eu repreendo e castigo a todos quanto amo: sê pois zeloso, e arrepende-te”. O Senhor convoca a igreja para disciplina e arrependimento, mas como é difícil pessoas cheias de si reconhecerem o próprio erro. Como é difícil igrejas ou até denominações reconhecerem que está tudo errado. Como é difícil a muitos líderes deixarem as frustrações de lado e perceberem que estão cegos e que a repreensão do Senhor é um ato de amor! Difícil, pois os tempos mudaram… Não há espaço para repreensão e arrependimento nas igrejas contemporâneas e modernas, em que os “intelectuais” se juntam para falar que não são legalistas e que não julgam ninguém. Lembro da passagem de 1 Coríntios 6:2, que diz: “Vocês não sabem que os santos hão de julgar o mundo?”. Nós como igreja, deveríamos ser os primeiros a fazer bons julgamentos, a começar por nós mesmos. Porém, o que acontece quando a igreja deixa de lado a tarefa de julgar? Não há repreensão, pois erroneamente poucos veem amor neste ato.

 

Conclusão

“Aqui concluímos nossa meditação sobre Laodicéia. Ela representa o espírito de soberba que pode se instalar no coração dos que viram Filadélfia, nos mostra a importância de uma fé viva, provada pelo fogo, da conduta que manifesta o caráter de Cristo e da unção do Espírito que nos leva para dentro de toda a verdade” – pg. 225

“Se o nosso desejo é ver o Senhor Jesus entronizado na Igreja, precisamos rejeitar os ensinamentos humanos e buscar a vida de realidade espiritual. O ouro refinado no fogo (fé viva), as vestes brancas (caráter de Cristo) e o colírio (revelação do Espírito) não são concedidos de graça; ele têm um preço para serem adquiridos” – pg. 225

A restauração é possível e o Senhor deixa isto claro. Mas, deve haver arrependimento.

 

 

Deus abençoe sua vida e que Ele nos encha do Seu Santo Espírito!

André Aneas