O plano é não ter plano…

Graça e paz!

No domingo de noite na #IBQ refletimos sobre o tema “O plano é não ter plano”. Quais são seus planos como um ministro de Deus? Qual é o plano de sua igreja local? Qual é o seu plano como discípulo de Jesus?

Baseado na parábola do bom samaritano (Lucas 10:25-37), percebemos que o “perito na lei” desejava – além de colocar Jesus a prova – o plano correto para herdar a vida eterna. Jesus conta em forma de parábola sobre um sacerdote e um levita que não mudaram seus planos para socorrer um rapaz quase morto no meio da estrada. Um samaritano, entretanto, mesmo tendo um plano de viagem, decide deixar seu plano originário de lado para cuidar do homem semi-morto.

Será que nossos planos nos afastam da essência do evangelho de Jesus? Será que temos colocado nosso planejamento, nossa estratégia, nossas visões e missões acima do que, de fato, interessa no Reino de Deus? Oro para que o Espírito Santo ilumine seu coração e te mova da forma como Ele desejar, mesmo que seus planos sejam frustrados!

André Anéas

Anúncios

A vida, o discipulado e as tempestades

Graça e paz!

Ontem preguei sobre “a vida, o discipulado e as tempestades” na amada Igreja Batista em Quitaúna. O discipulado cristão acontece na realidade da vida. A realidade da vida, por sua vez, não é um mar de rosas, imune ao sofrimento e “tempestades”. É preciso coragem para encarar a realidade. É preciso coragem para viver a vida pela fé. É preciso respeitar a vida.

Nessa mensagem você será desafiado(a) a compreender que “Deus usa a vida e a vida usa tudo” (Resgate) para nos forjar como cristãos que tem como o grande segredo de sucesso JESUS. Se tivermos fé nEle, andamos sobre o mar. Caso contrário, aprendemos na vida a pedir socorro ao Mestre que, imediatamente, nos socorre. Além disso, somos desafiado no Evangelho a sermos Jesus para os outros, estendendo a mão ao que clama por socorro…

Que o Espírito Santo fale ao seu coração!

nEle,

André Anéas

Destruindo os feudos da religião

Graça e paz!

No último domingo preguei acerca do tema “Destruindo os Feudos da Religião”. Você já observou algum tipo de divisão na igreja? Você acha o seu ministério (feudo) mais importante que os outros? Somente o seu líder é “de Deus”? Quer saber se o seu serviço no Reino tem qualidade? Refletindo a partir da primeira carta de Paulo aos coríntios é possível compreender aquilo que Deus espera de nós.

Minha oração é para que o Espírito Santo se mova em você, desafiando, transformando e te levando a um serviço cristão de qualidade (mas, na ótica de Deus). Vamos juntos destruir os feudos da religião e construir sobre o único alicerce: Jesus Cristo!

nEle

André Anéas