A experiência da auto-justificação

[Meditações no Salmo 7]

A vida é repleta de relacionamentos tensionados. Em muitos momentos estamos imersos em situações nas quais nos vemos acusados de erros que cometemos. Em outras oportunidade somos nós quem cobramos dos outros acerca das falhas em relação à nossa pessoa. Não é difícil entrarmos em um tipo de dinâmica na vida em que vivemos para sustentar nossa verdade, nosso senso de justiça e nosso ponto de vista. Podemos acabar investindo muito tempo, emoções e toda nossa energia para provar que somos nós que estamos certos e que são os outros que estão errados. Isso cansa a existência, tornando-a um fardo. A experiência do salmista revela uma alternativa à essa engrenagem da auto-justificação. Para experimentarmos uma espiritualidade sadia é decisivo termos a convicção que o único referencial de justiça está em Deus, não em nós. Em relação a nós, inclusive, cabe sempre desconfiança, pois temos o potencial de manipulação de sentimentos, emoções e da própria razão em benefício próprio. Por isso, diante de ataques contra nossa honra, sigamos o exemplo do salmista: se refugiar em Deus, pois somente nEle há salvação e alento para alma, ter a certeza que nosso escudo está nas mãos dEle, para proteger quem realmente somos, e agradecer, porque Ele é justo e bom o tempo todo. Não somos capazes de sondar a mente e o coração de ninguém e os problemas são sempre mais complexos do que admitimos. Assim, não se sente na cadeira de juiz, ela não foi feita para nossa humanidade. Liberte-se dessa obrigação de buscar justiça própria e desfrute da leveza de tão somente cantar louvores a Deus. O caminho da justiça própria é uma armadilha, um sofrimento, estrada da desilusão. O caminho da confiança no SENHOR da justiça é cantoria, alegria, liberdade e paz!

André Anéas

Anúncios

O plano é não ter plano…

Graça e paz!

No domingo de noite na #IBQ refletimos sobre o tema “O plano é não ter plano”. Quais são seus planos como um ministro de Deus? Qual é o plano de sua igreja local? Qual é o seu plano como discípulo de Jesus?

Baseado na parábola do bom samaritano (Lucas 10:25-37), percebemos que o “perito na lei” desejava – além de colocar Jesus a prova – o plano correto para herdar a vida eterna. Jesus conta em forma de parábola sobre um sacerdote e um levita que não mudaram seus planos para socorrer um rapaz quase morto no meio da estrada. Um samaritano, entretanto, mesmo tendo um plano de viagem, decide deixar seu plano originário de lado para cuidar do homem semi-morto.

Será que nossos planos nos afastam da essência do evangelho de Jesus? Será que temos colocado nosso planejamento, nossa estratégia, nossas visões e missões acima do que, de fato, interessa no Reino de Deus? Oro para que o Espírito Santo ilumine seu coração e te mova da forma como Ele desejar, mesmo que seus planos sejam frustrados!

André Anéas

A vida, o discipulado e as tempestades

Graça e paz!

Ontem preguei sobre “a vida, o discipulado e as tempestades” na amada Igreja Batista em Quitaúna. O discipulado cristão acontece na realidade da vida. A realidade da vida, por sua vez, não é um mar de rosas, imune ao sofrimento e “tempestades”. É preciso coragem para encarar a realidade. É preciso coragem para viver a vida pela fé. É preciso respeitar a vida.

Nessa mensagem você será desafiado(a) a compreender que “Deus usa a vida e a vida usa tudo” (Resgate) para nos forjar como cristãos que tem como o grande segredo de sucesso JESUS. Se tivermos fé nEle, andamos sobre o mar. Caso contrário, aprendemos na vida a pedir socorro ao Mestre que, imediatamente, nos socorre. Além disso, somos desafiado no Evangelho a sermos Jesus para os outros, estendendo a mão ao que clama por socorro…

Que o Espírito Santo fale ao seu coração!

nEle,

André Anéas

Destruindo os feudos da religião

Graça e paz!

No último domingo preguei acerca do tema “Destruindo os Feudos da Religião”. Você já observou algum tipo de divisão na igreja? Você acha o seu ministério (feudo) mais importante que os outros? Somente o seu líder é “de Deus”? Quer saber se o seu serviço no Reino tem qualidade? Refletindo a partir da primeira carta de Paulo aos coríntios é possível compreender aquilo que Deus espera de nós.

Minha oração é para que o Espírito Santo se mova em você, desafiando, transformando e te levando a um serviço cristão de qualidade (mas, na ótica de Deus). Vamos juntos destruir os feudos da religião e construir sobre o único alicerce: Jesus Cristo!

nEle

André Anéas

“Uma jornada inesperada”

Graça e paz!

No último domingo preguei o sermão “Uma jornada inesperada” na Igreja Batista em Quitaúna. Será que você tem vivido na jornada junto de Deus? Ou será que você tem estado em uma “toca” semelhante a do Bilbo Bolseiro (personagem de J. R. R. Tolkien)? A vida só tem graça na aventura. Somente nelas há espaço para o inesperado, para as alegrias, as tristezas, as amizades e para luta do bem contra o mal

Oro para que você seja desafiado a refletir sobre a sua jornada. Se não está nela, oro para que você se arrisque a entrar de cabeça nessa aventura com Deus!

Ótima jornada!

André Anéas

O Pastor Limitado


Graça e paz!

Compartilho a mensagem que tive a alegria de compartilha na Igreja Batista em Quitaúna em 8/7/2018.

Minha oração é para que você se sinta muito desafiado pelo Espírito Santo. Eu, enquanto pastor e mensageiro, tenho apenas a expectativa em relação àquilo que o poder do evangelho de Jesus fará em sua vida! Sou limitado, mas Ele não tem limites!

nEle,

André Anéas

O Pastor Limitado