O Pai do Cristo

Pensando e refletindo nas Sagradas Escrituras e também no dia dos pais, comemorado no último domingo, a mensagem na IBQ foi sobre o “O Pai do Cristo”. Observando nos evangelhos o tipo de relação – de ordem trinitária – existente entre o Filho e o Pai, é possível obtermos dois tipo de aplicações para nossas vidas. A primeira diz respeito ao modelo de espiritualidade que nós, como irmãos mais novos de Jesus, devemos ter com o Pai revelado no Cristo. Em segundo lugar é possível obtermos o modelo que nós devemos ter para as nossas relações humanas, especialmente, em virtude da data, as relações que envolver a paternidade.

Oro para que Deus inspire seu coração a viver uma vida que exale comunhão, exemplo, amor e obediência voluntária ao Pai do nosso Senhor Jesus Cristo.

nEle,

André Anéas

Anúncios

“A verdadeira experiência de Deus” [Jesus: o poeta da Torá]

“Jesus: o poeta da Torá”: série de mensagens da #IBQ. O evangelho através da voz do próprio Jesus, em parábolas.

Domingo passado a reflexão foi na parábola do publicano e fariseu (Lc 18:9-14). Será que nossa experiência de Deus é verdadeira? Ou é apenas uma experiência religiosa – prática religiosa sem de fato experimentarmos o Pai revelado em Jesus? Essa parábola nos mostra a possibilidade de orarmos e não sermos receptores do perdão de Deus: algo estarrecedor. Minha oração é para que nossa espiritualidade seja construída nos moldes fornecidos pelo Cristo, que sempre nos impulsiona à uma vida humilde, de coração quebrantado e de sinceridade radical, receita para a verdadeira experiência de Deus.

Esta e outras lições podemos aprender ouvindo Jesus e seu evangelho.

Oro para que você abra seu coração e ouça a voz de Jesus, deixando-a fazer diferença em você.

nEle,

André Anéas

O lugar da justiça social na vida do cristão

Graça e paz!

Na última sexta-feira, falei na conferência teológica promovida pela Igreja Batista Boas Novas. Foi um grande privilégio estar junto dos irmãos e irmãs dessa comunidade de Jesus! Saímos de lá com o sentimento de acolhimento e amor.

Tive a alegria e responsabilidade de tratar de assunto delicado e fundamental na vida do cristão: justiça social. Oro para que o Espírito de Cristo tenha falado aos corações. Afinal, como conclui minha fala:

O lugar da justiça social na vida do cristão é em um coração fecundo pelo Espírito do Cristo.

nEle,

André Anéas

Homens: vivendo o evangelho no século XXI – vida profissional

Compartilho minha pregação realizada no Congresso de Homens da IBQ: Homens: vivendo o evangelho no século XXI – vida profissional. Que deixemos o evangelho de Jesus nos influenciar no mais íntimo da alma, afetando, inclusive, nossa vida profissional.

nEle,

André Anéas

O lado bom da vida

Tive a alegria de pregar mais uma vez no encontro de casais da Igreja Batista Pq. das Nações, em Santo André. Grato pela amizade de pessoas queridas: Kátia e Ezequias. Vocês são manifestações da graça de Deus em minha vida!

Será que nossos matrimônios tem desfrutado o lado bom da vida? Oro para que essa reflexão torne seu casamento cheio de poesia, alegria, amizade e amor.

nEle,

André Anéas

“A casa na rocha” [Jesus: o poeta da Torá]

“Jesus: o poeta da Torá”: série de mensagens da #IBQ. O evangelho através da voz do próprio Jesus, em parábolas.

Domingo passado a reflexão foi na parábola da “casa na rocha” (Mt 7:24-29). A possibilidade da “casa” da nossa vida “cair” é real. O significado evidente de uma casa construída sobre areia, com risco iminente de queda, é a desassociação entre a escuta e a prática do Evangelho de Jesus. Você é um praticante dos ensinos de Jesus? Essa pergunta é determinante para pensarmos a saúde da nossa peregrinação espiritual. Caso a resposta seja negativa, a casa pode cair…

Esta e outras lições podemos aprender ouvindo Jesus e seu evangelho.

Oro para que você abra seu coração e ouça a voz de Jesus, deixando-a fazer diferença em você.

nEle,

André Anéas

“Banquete do Reino de Deus” [Jesus: o poeta da Torá]

“Jesus: o poeta da Torá”: série de mensagens da #IBQ. O evangelho através da voz do próprio Jesus, em parábolas.

Domingo passado a reflexão foi na parábola do “banquete do Reino” (Lc 14:1-24). Deus tem feito convites à pessoas, mas muitas delas dão desculpas para não viver na vida o evangelho. Os pobres, os cegos e mancos estão estão entrando na festa… E você que recebeu o convite? Está desperdiçando a oportunidade que Deus te deu? Esta mensagem vai mexer com nossa preguiça, estagnação e atrofiamento espiritual.

Esta e outras lições podemos aprender ouvindo Jesus e seu evangelho.

Oro para que você abra seu coração e ouça a voz de Jesus, deixando-a fazer diferença em você.

nEle,

André Anéas