Conclusão [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

 

onde está você“Onde está você?”, Deus pergunta. Sabe por que Ele nos pergunta onde nós estamos? Sabe por que Ele não é indiferente, está pronto para nos perdoar e nos dar o privilégio de desfrutar de um relacionamento íntimo com Ele? Porque Ele nos ama!

Muito diferente de uma briga em que relutamos para tomarmos a iniciativa e reestabelecer uma amizade verdadeira e íntima, perdoar e deixar de ser indiferente, Deus já tomou a iniciativa!

Assim conhecemos o amor que Deus tem por nós e confiamos nesse amor. Deus é amor. Todo aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele. 1 João 4:16 

Ele nos ama com um amor perfeito. Um amor sincero! Um amor que não conseguimos entender, não sabemos explicar, mas que temos condição de receber! Um amor que vai muito além da salvação, mas que tem a intenção de fazer de nós amigos de Deus.

Se você não conhece quem é o Deus verdadeiro, saiba que Ele não é indiferente a sua vida! Ele tem interesse real por você! Ele te ama!

Se você já o conhece, mas se encontra caído no pecado, em situações complicadas e aparentemente incontornáveis, saiba que Deus está pronto para te perdoar e te levantar! Ele te ama!

Se você já foi perdoado, mas vive uma vida superficial com Deus, um relacionamento sem intimidade e sem uma amizade profunda, se você o conhece em teoria, mas não desfruta do dia-a-dia com Ele, saiba que Ele tem interesse de vocês serem amigos íntimos! Tudo o que Ele fez não foi por algo superficial, mas algo profundo! Ele te ama!

Deus deseja que sejamos como Adão e Eva antes da queda. Com um relacionamento de plena confiança, intimidade, debaixo da total dependência e influência de Deus. E sem dúvida é esta vida íntima com o Senhor que nos fará ter uma vida com o toque Dele em cada área do nosso viver!

Nosso desafio é viver uma vida debaixo da influência do nosso Senhor. Deixar Ele nos guiar em cada decisão, em cada situação, em cada momento. Viver uma vida sob a influência do nosso amigo íntimo, que faz total diferença em quem nós somos e como vivemos. Que possamos ir além de ter os pecados perdoados pelo Deus que não é indiferente ao ser humano, mas que tenhamos nossas vidas completamente influenciadas por este Deus que pagou um preço altíssimo por uma amizade verdadeira e de forma alguma artificial.

Esta é a real intenção de Deus para com a humanidade.

André Anéas

Acompanhe esta série de posts!

1/5 – Introdução [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

2/5 – Deus Não É Indiferente! [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

3/5 – Deus Está Pronto para Perdoar [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

4/5 – Deus Deseja um Relacionamento Íntimo com o Homem [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

Acesse o link original desta pregação:

“Onde está você?”

Ouça o audio:

Faça o download:

“Onde está você?”

Anúncios

Lado a Lado: Seja Como For e Onde For…

lado a ladoNo último sábado, dia 24/10/2015, tive o privilégio de compartilhar uma palavra para casais, na Igreja Batista Pq. das Nações, em Santo André.

Muitos são os temas abordados quando falamos sobre casais. Comunicação, sexo, filhos, etc. Todos sempre muito importantes. Porém, e quando não conseguimos encontrar no nosso próprio cônjuge a cooperação necessária para o casamento dar certo? E quando investimos tempo, emoção e não vemos o mesmo esforço do outro lado?

A Bíblia nos ensina que o cristão não deve ser aquele que tem a separação ou divórcio como opção. Obviamente não me refiro a situações de traições e violência doméstica. Mesmo assim questiono, como permanecer casado nesta situação, quando, quem sabe, o cônjuge não compreende o perdão, o amor e a humildade cristã?

Que esta mensagem traga orientação e nos ajude a construirmos um casamento em que possamos estar de fato lado a lado, seja como for e onde for.

André Anéas

Lado a Lado, Seja Como For e Onde For

Deus Deseja um Relacionamento Íntimo com o Homem [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

intimidadePor que Deus pergunta por Adão sendo que ele tinha desobedecido? Por que Deus não demonstra indiferença? Por que Deus tem um ação em prol do perdão e da reconciliação ao invés de acabar de vez com a raça humana caída?

Deus não é orgulhoso. Está sempre pronto a restabelecer a amizade com um filho. Deus queria e quer algo a mais de sua criação! Ele deseja um relacionamento íntimo com o homem! Isto explica o fato de Deus não ter abandonado sua criação envergonhada e escondida, mas ao contrário, ter demonstrado interesse para com eles, mesmo após o pecado.

A iniciativa de Deus não se resume simplesmente em perdoar e levá-lo para o céu. Trata-se de algo mais profundo. No que consiste este interesse de Deus em ter um relacionamento íntimo com o homem?

Nós temos dificuldades em receber de volta quem falhou conosco e reestabelecer uma relacionamento íntimo e verdadeiro…

Quando olhamos para nossos relacionamentos humanos e refletimos sobre eles, podemos nos perguntar: Quantos destes relacionamentos são realmente íntimos e não uma amizade superficial? Se formos sinceros para conosco, muitas vezes nossos relacionamento são superficiais e carecem de intimidade. Falta confiança, cumplicidade e deixar o orgulho de lado.

Quando somos íntimos de alguém não temos como esconder quem realmente somos. Diante da realidade da intimidade, ficamos sem máscaras. Na maioria das vezes queremos um relacionamento íntimo somente com quem não nos dá problemas, do contrário, ficamos com os relacionamento superficiais, pois exigem menos de nós.

A diferença entre um relacionamento íntimo e um superficial é a entrega de nós mesmos em prol desta relação. Em um relacionamento superficial não há interesse genuíno. Não há perdão verdadeiro. Ao contrário, em um relacionamento íntimo há doação, entrega, mutualidade de sentimentos. Em um relacionamento íntimo somos nós mesmos.

E principalmente, em um relacionamento íntimo a pessoa com quem nos relacionamos é importante para nós. Sua opinião, seus conselhos, sua ajuda, sua repreensão, seu apoio. Uma pessoas com quem nos relacionamos intimamente não é qualquer pessoa, mas alguém de valor, importante e influente em nossas vidas.

Deus não desiste de nós mesmo o homem lhe causando tamanha agressão (pecado)! Deus deseja um relacionamento íntimo com o homem!

Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido. – João 15:15

O mais fascinante de Deus é olhar para história humana e enxergar o ápice do perdão de Deus em Cristo Jesus! Deus entrega seu Filho amado para morrer em nosso favor! Deus chega ao ponto de agir de forma radical em prol de um relacionamento íntimo com o homem! Mesmo não sendo Ele quem errou é Ele quem toma a iniciativa e não somente perdoa, mas paga o preço do nosso erro! Em prol do que? De reestabelecer um relacionamento íntimo conosco! De nos fazer voltar aquele momento antes da queda no jardim, em que o homem tinha Deus em alta estima. Em que Deus era o melhor amigo do homem.

O clímax na história não é a queda, mas a pergunta “onde você está”, que é feita em alto e bom som na cruz do calvário, quando Deus diz para a humanidade “onde vocês estão, pois eu desejo um relacionamento com vocês!”

Ele deseja ser nosso amigo verdadeiro. Muito diferente de uma amizade superficial, Deus deseja que nós sejamos seus amigos! Nesta amizade íntima Deus nunca é indiferente a nós e sempre está pronto a nos perdoar! Ele sempre nos pergunta: “onde você está?”, independente do que tenha ocorrido!

Talvez sua vida tenha sido pautada em um relacionamento superficial com Deus. Um relacionamento de máscaras, sem exposição, em que pouco você tem aprendido e se deixado ser influenciado por quem Ele é. Um relacionamento envergonhado e, quem sabe, até teórico. Talvez você nem se ache digno de desfrutar de um relacionamento íntimo e pessoal com o Senhor.

Independente de sua situação Deus está pronto para estabelecer contigo um relacionamento íntimo! Ele não é indiferente a você e está pronto a te perdoar para vocês desfrutarem de comunhão plena através de Jesus!

André Anéas

Acompanhe esta série de posts!

1/5 – Introdução [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

2/5 – Deus Não É Indiferente! [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

3/5 – Deus Está Pronto para Perdoar [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

Acesse o link original desta pregação:

“Onde está você?”

Ouça o audio:

Faça o download:

“Onde está você?”

Deus Está Pronto para Perdoar [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

perdaoAlém de não se mostrar um Deus indiferente ao homem pecador e rebelde, Deus está pronto para perdoar o homem. Ora, se não fosse esta a intenção de Deus desde a criação, qual o sentido do interesse de Deus com o homem e de sua não condenação instantânea da raça humana? É claro nas Escrituras que Deus planeja em todos os momentos a redenção do homem pecador. Sua salvação!

Muito diferente de nossos relacionamentos humanos, que ao passarem por entraves nos quais o perdão é o caminho para reconciliação e que é constantemente postergado em um processo de amargura e dor, Deus não hesita em promover uma reconciliação. Deus não deixa de falar com o homem pecador, Deus não deixa de ter uma atitude para promover um ambiente de restauração.

Quantas histórias você já ouviu de familiares que ficaram sem se falar por anos, décadas? É algo comum, infelizmente. O perdão não combina com nossa cultura egocêntrica, em que cada um só pensa em si mesmo.

O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Pelo contrário, ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento. – 2 Pedro 3:9

Deus estava, está e sempre estará pronto para perdoar o homem de suas falhas! Quando a igreja foi questionada acerca da demora do retorno do Senhor, a reposta de Pedro foi: “Ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento”. Este é o desejo de Deus para nós e assim o foi para com Adão e Eva.

Sua vida pode demonstrar falhas e você pode ter cometido pecados contra o Senhor. Por piores que eles tenham sido, por mais desastroso que tenha sido o rumo da sua vida e, quem sabe, você chegou ao ponto de perder as rédeas da vida e acreditar que não tenha mais jeito, saiba que Deus está pronto para te perdoar! Deus está pronto para restaurar! Deus está pronto para te aceitar de volta e mudar sua história! Ele já tomou uma atitude!

Ele não indiferente a você e está pronto para te perdoar!

André Anéas

Acompanhe esta série de posts!

1/5 – Introdução [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

2/5 – Deus Não É Indiferente! [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

Acesse o link original desta pregação:

“Onde está você?”

Ouça o audio:

Faça o download:

“Onde está você?”

Deus Não É Indiferente! [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

deus não é indiferenteDeus não é indiferente ao homem. Mesmo diante de um erro fatal, com consequências trágicas para história da humanidade e, ouso dizer, que trata-se do maior erro da humanidade, Deus não é indiferente ao homem. Ele pergunta ao homem escondido e envergonhado por seu erro desastroso: “onde está você?”.

Nesta situação Deus poderia ter simplesmente “cortado o mal pela raiz”. Não ter permitido que o homem tivesse mais filhos e acabasse com a raça em Adão e Eva. Quem sabe Ele poderia tê-los matado como punição justa de seus erros. Ou simplesmente ignorado aquela mera criatura falha e ter sido indiferente com ela, afinal de contas estamos falando de Deus e do homem. Mas não. O caminho que Deus escolhe não é o da indiferença, mas o do questionamento. Afinal, “onde está Adão?”, “Onde está aquele com quem me encontro diariamente?”, “Onde está aquele a quem eu criei a minha imagem e semelhança?”, “Onde está aquele sob quem depositei autoridade e confiança?”, “Onde está? O que aconteceu?”.

Nós somos da geração em que tudo é descartável. Desde as coisas até os relacionamentos. No primeiro sinal de falha não é incomum nos distanciarmos e escolhermos um caminho que nos prive do desconforto, da dor e do sofrimento de um relacionamento abalado. Nestas circunstâncias, a característica que comumente prevalece é a indiferença. Nos tornamos indiferentes e fingimos que não conhecemos aquele que nos feriu.

Ouvi de um tio uma frase que faz muito sentido: “o homem é o único animal capaz de passar perto de um ser da sua espécie e fingir que não o conhece, sendo indiferente”. Qualquer animal irracional na criação não é indiferente ao seu semelhante. Nós, homens, muito pelo contrário, temos a capacidade de agir de forma completamente indiferente ao nosso próximo. Temos a capacidade de fingir que não o conhecemos e ter uma atitude do tipo “não é comigo”.

Certa ocasião Davi perguntou: “Resta ainda alguém da família de Saul, a quem eu possa mostrar lealdade por causa de minha amizade com Jônatas?” – 2 Samuel 9:1

Semelhantemente a Davi, que não tinha mais obrigações com os da casa de Saul, seu perseguidor, mas que questiona se há mais algum parente de Saul para mostrar lealdade em prol de sua amizade com Jônatas, Deus, que não tinha obrigações para com Adão, pergunta onde ele está em prol de seu relacionamento gracioso com o homem.

Deus não é indiferente a você. Independente de sua situação, existe um Deus que tem preocupação com você, interesse real com sua vida, com quem você é!

André Anéas

Acompanhe esta série de posts!

1/5 – Introdução [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

Acesse o link original desta pregação:

“Onde está você?”

Ouça o audio:

Faça o download:

“Onde está você?”

Os 3 Grandes Atos de Amor de Deus

Jesus na cruz

A graça e a paz do Senhor!

Compartilho uma mensagem sobre o amor de Deus. Mais especificamente sobre os 3 grande atos – ações – de Deus pela humanidade. Pregada na Igreja Batista em Sumarezinho em 28/12/2014.

Compreendo que Deus possui 3 grandes atos de amor e são estas três ações que nos farão perceber a magnitude de que “Deus nos ama”. Além disto, será possível compreender como um Deus que ama pode permitir que pessoas criadas por Ele possam ir para o inferno ou até mesmo por que este Deus que ama não salva todos de uma única vez.

Baseada em João 3:16, oro para a Palavra de Deus abençoe sua vida e te faça enxergar a profundidade do Deus que ama!

André Anéas

Os 3 Grandes Atos de Amor de Deus

Páscoa – A visão de um gentio

desconhecidoA Morte

Hoje é o dia em que Cristo morre. Em que ele se lança voluntariamente para morte. Eu não o conheço. Tão pouco sei como é seu povo, sua cultura, sua família, sua religião, sua filosofia. Não sei absolutamente nada. Me considero apenas um espectador dos fatos. E este é um fato, no mínimo, intrigante.

Jesus é considerado rei dos judeus, seu povo. Mas, mesmo assim, eles clamaram pela libertação de um tal de Barrabás e pedem que Jesus seja crucificado! E o mais estranho: Jesus não se justifica, não se defende, não exige justiça! Será que ele é louco? Não consigo encontrar uma explicação razoável para tudo isto.

Traído por um de seus discípulos, ele ainda o chama de amigo! É levado por soldados após a traição. É abandonado por todos os seus “amigos”. É levado como criminoso. Aquele que curou os doentes, libertou vidas de diabos e “vestiu a camisa” dos pobres anda por um caminho de morte, dor e sofrimento.

Em meio as “cusparadas”, gozações e insultos dos soldados de Roma, é espetáculo para um povo religioso, que rejeita seu “rei”, e curiosos. Curiosos bárbaros e gregos. Gentios, como eu. Jesus de Nazaré, espetáculo para o mundo. Por que?

Em meio ao próprio sofrimento, aquele que se diz Filho de Deus, pergunta por seu pai. “Por que me desamparaste?”, grita da cruz. A dor não somente da crucificação. Mas a dor do filho abandonado. A dor do filho que possui um pai indiferente. Que dor! Que sofrimento!

Sua missão aparenta ser a morte mesmo. “Está consumado!”, grita novamente pregado na cruz! Consumado por que? Não sei. Sofre, sofre e sofre. Sente dor. E se submete a dor. Se entrega à ela. Agarra a cruz com sua vida. Sofre dor de morte. Guerreia com a morte. Luta com ela. Algo sem lógica, sem explicação.

Ele se vai. A esperança se vai com ele. Ninguém entende, muito menos eu. Terremotos, caos, mortos ganham vida e proclamam em favor de Jesus, dizem alguns!

Sabe quando se sente algo diferente no ar? Todos sabem. Todos podem sentir no ar, na terra. Algo mudou. Mudou a essência, a lógica, a filosofia, o jeito, o senso, o gosto, os sentidos. Mas não entendo. O que se consumou? O que aconteceu? O que ocorreu?

Sepultamento

Ele foi levado. Um homem rico lhe deu um lugar de honra entre os mortos.

Ali permaneceu, vigiado. Soldados, se revezam. Pedra enorme tampava seu túmulo.

Seus amigos? Escondidos. Medrosos.

O traidor? Não conseguiu lidar com o peso de sua consciência traidora. Não se entregou a morte. A morte lhe propôs uma solução. Para ele foi irrecusável.

O Deus deste Jesus é alguém que trabalha em favor daqueles que o amam, diz as sagradas letras do judeus. Estaria Deus trabalhando na morte deste Jesus de Nazaré? Ora, mas Deus não o havia abandonado? Perguntas que permanecem sem respostas.

Ouvi dizer que ele veio para o povo dele, mas eles o rejeitaram.

Ressurreição

No terceiro dia, mulheres conhecidas dele foram até o túmulo. E, misteriosamente, o corpo havia sumido! Nem soldados, nem as mulheres, nem ninguém sabia explicar.

Aparições de homens de branco, anunciam que o morto vive! Que o Jesus não é encontrado entre mortos, mas vivo ele está!

Na descrença dos discípulos, fala-se de uma aparição de Jesus. As marcas da crucificação dizem estar lá. Mas ele está diferente. Ultrapassa paredes!

Após alguns anos do ocorrido, muita movimentação no meio destes judeus, por conta dos seguidores do Jesus Ressuscitado, recebo maiores detalhes, muitas dúvidas são esclarecidas…

O Jesus ressuscitado, rejeitado por seu povo, não pensava só neles quando se abraça na morte na cruz. Não foi somente por judeus que este Jesus ressuscitou. Ouço falar, através de seus seguidores, que Deus deu uma missão para Jesus. Morrer pela humanidade! Morrer no lugar da humanidade.

Sofrer a dor, a punição, o sofrimento, o abandono do Pai, a traição, a humilhação. Tudo de uma vez. Tudo Nele. Toda maldade Nele. Toda maldição Nele! Toda ferida Nele. Toda retribuição pelo mal dos homens em um só homem: Jesus!

Eu não sou judeu. Eu não conheço suas tradições. Eu não sabia quem Jesus era. Ele nunca havia falado comigo. Nunca haviam falado Dele para mim antes. Sou um completo desconhecido. Pelo menos assim eu pensava.

Como poderia um justo morrer por um injusto? Pior ainda, um justo por um injusto desconhecido?

Sou injusto? Sim, sou. Não faço o bem quando posso. O mal, faço sem pensar. Meu coração é inclinado para amaldiçoar! Miserável homem que sou!

Ai vem este Jesus e morre por mim? Que injustiça! Que loucura! Está tudo fora do lugar, nada faz sentido! Este Jesus, que dizem ser Deus, morrer por mim? Morrer já contradiz toda lógica, mas por mim? Sou um desconhecido!

Após anos remoendo os acontecimentos, deixei esta suposta loucura para trás. Me rendi ao poder que há em Jesus!

Pois está escrito: “Destruirei a sabedoria dos sábios e rejeitarei a inteligência dos inteligentes”. Onde está o sábio? Onde está o erudito? Onde está o questionador desta era? Acaso não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo? Visto que, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por meio da sabedoria humana, agradou a Deus salvar aqueles que crêem por meio da loucura da pregação. Os judeus pedem sinais miraculosos, e os gregos procuram sabedoria; nós, porém, pregamos a Cristo crucificado, o qual, de fato, é escândalo para os judeus e loucura para os gentios mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, Cristo é o poder de Deus e a sabedoria de Deus. Porque a loucura de Deus é mais sábia que a sabedoria humana, e a fraqueza de Deus é mais forte que a força do homem. – 1 Coríntios 1:19-25

Sim. Ele pensou em mim. Eu experimentei Ele.

Sou feliz com Jesus, meu Senhor!

p/ André Anéas