Missionários Cristãos Cooperadores – MCC

logo mcc

Você já imaginou um lugar em São Paulo em que existe a possibilidade de alguém não sabem quem é o Neymar? Pois é, este lugar existe…

Entre os dias 24 e 26/05/2013, tive o privilégio de realizar uma viagem junto dos Missionários Cristãos Cooperadores (MCC). O MCC é uma agência missionária interdenominacional. Nos links a seguir é possível conhecer mais sobre quem são e a sua história:

http://www.mccbrasil.org.br/sobre-nos/quem-somos

http://www.mccbrasil.org.br/sobre-nos/nossa-historia

Gostaria de destacar aqui um grande diferencial do MCC. Mensalmente são organizadas viagens para região do Vale do Ribeira, mais especificamente aos municípios mais carentes e que estão com os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) de São Paulo. Em cada viagem trabalhos específicos são feitos, como por exemplo, atendimento médico para as comunidades, doações e, principalmente, atuação dos voluntários junto das famílias dos municípios.

Principalmente por que? Por que o MCC proporciona à Igreja a possibilidade de “sentir na pele” aquilo que o missionário local enfrenta todos os dias. Os voluntários cristãos cooperadores estão no campo missionário e tem a possibilidade de servir ao Senhor com seus dons e talentos, realizando muitas atividades. Entre elas destaco as visitações. Nas visitas aos lares das famílias o cristão se depara com a realidade do Evangelho do Senhor Jesus: “ide e anunciai”, muito diferente do “evangelho” cômodo da Capital Paulistana. Com o trabalho realizado vejo alguns benefício para Igreja:

  1. Ratificar a necessidade de anunciar as boas novas aos oprimidos, os “sem-esperança”;
  2. Conscientizar a Igreja da importância de apoiar o missionário no campo, não somente financeiramente;
  3. Compreender que a Igreja DEVE ser a voz, os pés, os olhos e as mãos do Senhor Jesus nesta terra!

Na última viagem realizada tivemos o privilégio de servir as crianças na escola de Araçaíba. Foram realizadas diversas gincanas, teatro, música foi tocada e a mensagem de esperança do Senhor Jesus anunciada!

Em paralelo, neste final de semana foi realizado o “Dia da Princesa”. Com foco em aumentar a autoestima das mulheres da região, cortes de cabelo, maquiagem, limpeza de sobrancelhas e palestras sobre temas femininos foram realizados. As mulheres compareceram e puderam ser cuidas e valorizadas por servas do Senhor que se dispuseram a servir ao próximo.

O trabalho, feitos em diversas localidades ao mesmo tempo, foi ministrado também no Núcleo Cristão Cidadania Esperança para o Vale (NCCEV), ONG que tem parceria com o MCC. Esta ONG fornece educação para crianças de 3 a 6 anos com o objetivo de oferecer uma condição digna. Vale a pena dar uma olha no link sobre o NCCEV:

http://www.mccbrasil.org.br/2012-07-31-00-54-51/projeto-social

Foi minha segunda viagem junto do MCC e algo ficou ainda mais claro para mim: a necessidade da Igreja interceder pela região (questões governamentais, pelo trabalho realizado do MCC, pela ONG e pelas vidas) e que com estes, a quem Jesus nos exorta a cobrir, visitar, repartir o pão, podemos aprender lições para toda vida!

É constrangedor a forma das pessoas que não possuem nada repartirem aquilo que recebem prontamente com o próximo delas (um vizinho, por exemplo). Outro acontecimento que me marcou foi a maneira deles presentearem os visitantes com o pouco que tem, as vezes o único saco de mandioca da casa e único item da dispensa…

Trabalho abençoado.

Trabalho sério com gente séria.

Trabalho que se propõe a estar onde ninguém quer estar.

Para mais informações sobre como participar de uma viagem, doações, ONG, fotos, etc., acesse:

http://www.mccbrasil.org.br/.

Muitas vezes queremos ser sal e luz do mundo como crentes. Mas, infelizmente, temos dificuldade em encontrar lugares sérios para investir no Reino de Deus. Aqui está um exemplo de um trabalho de verdadeiros servos do Senhor. Pessoas comprometidas com o Reino, sem nenhum preconceito denominacional, que desejam amar ao próximo e anunciar o evangelho do Reino de Jesus.

Encorajo você a conhecer, se envolver, investir, interceder. Ore e coloco diante de Deus a possibilidade de realizar uma viagem com o MCC. Tenho certeza que você será abençoado!

Deixo aqui meu abraço ao MCC, irmão e amigos.

André Anéas

Igreja é para os de fora! [Cristãos Imprevisíveis]

Muito da falta de ousadia, muito do que nos leva a não sermos nada parecidos com Elias em nossos “montes Carmelos”, nos lugares em que temos que nos posicionar e, mais ainda, influenciar pessoas a se posicionarem, é a falta de fé. Hebreus nos diz que sem fé é impossível agradar a Deus, pois aquele que se dirige a Deus precisa crer que Ele existe (11:6)!

Nossa própria descrença pode gerar em nós vergonha de nos posicionarmos, vergonha de dizermos que somos de Deus e vergonha principalmente de agir como pessoas compradas pelo sangue de Jesus. Falta de fé que nos leva a não termos certeza, ou então, agirmos como pessoas que não creem que o Espírito Santo habita em nós. Talvez, ao perceber que nada do que fazemos é movido pelo Espírito Santo, podemos chegar a conclusão de que fé está em falta em nossa vida. O que pode ter sobrado não passam de convicções teóricas ensinadas, mas não praticadas e vivenciadas. Esta é uma situação, mas existe outra pior.

A igreja dá desculpas para o mundo, pois não somos mais vistos como a igreja do Senhor. Tentamos anunciar Cristo de maneira fria, explicativa e por obrigação. Sem paixão, certeza do que acreditamos e o poder de Deus passa longe dos nossos argumentos lógicos. Aos poucos a igreja tem percebido sua hipocrisia, pois não consegue sustentar duas vidas diferentes. Pessoas que na igreja são de um jeito, mas lá fora são de outro. Estão inclusos nas desculpas comportamentos, falas e gestos impróprios de alguém que se diz nascido de novo. Afinal de contas, muitas vezes se tenta mostrar para os infiéis que não somos tão certinhos assim, como alguém que dá satisfação a alguém por “estar devendo”. Nas desculpas dizemos: “não podemos ser legalistas”, “não podemos julgar”, “não podemos trazer nenhum julgo pesado sobre ninguém”.

diferente

Ai que está o problema, se distorce a Bíblia para justificar a tentativa de justificar nossa falta de verdade sobre a fé que dizemos ter. E no meio de toda esta situação o mundo nos observa, pois “estamos cercados por grande nuvem de testemunhas”. E o mundo se pergunta: “por que na igreja você é de um jeito e lá fora de outro?” ou ainda “por que você é do mesmo jeito que eu?”, “somos tão parecidos…”.

Acredito que a igreja é para os de fora, pois temos de ser diferentes dos de fora! A igreja é para os de fora, pois ela é o sal da terra e luz do mundo (Mateus 5:13-16). E ser sal é fazer diferença, conservar valores e princípios desprezados. Ser luz é ser referencial para quem está perdido. Agora, se nos moldamos aos padrões do mundo para ganhá-los para Cristo, além de estarmos usando nossa própria força, estamos engando e nos falta coerência. E como o mundo observa nossa coerência!

Precisamos entender que não é pela nossa força, mas pelo poder de Deus, pela Palavra, o Verbo Vivo! Na prática temos de viver vidas transformadas por Ele de fato e através de nós (com a graça e o Espírito Santo) Deus fará o inesperado, fará coisas imprevisíveis! Do contrário, não passaremos de pessoas que não convencem ninguém e que nos enganamos tão bem ao ponto de acreditarmos que ser cristão é viver de uma forma previsível.

André Anéas

[acompanhe esta série de posts sobre Cristãos Imprevisíveis]

1/9 – Introdução: nós e o propósito da Igreja [Cristãos Imprevisíveis]

2/9 – Contexto e história de Elias no monte Carmelo [Cristãos Imprevisíveis]

3/9 – Elias: profeta imprevisível [Cristãos Imprevisíveis]

4/9 – Teoria versus Prática [Cristãos Imprevisíveis]

Acesse o link original desta pregação:

Cristãos Imprevisíveis

Ouça o audio:

Faça o download:

Cristãos Imprevisíveis – (download – clicar com o botão direito e em ‘salvar link como’)