Introdução – “Feedback” [Recebendo um “Feedback” de Deus]

feedbackFilhinhos, eu lhes escrevo porque os seus pecados foram perdoados, graças ao nome de Jesus. Pais, eu lhes escrevo porque vocês conhecem aquele que é desde o princípio. Jovens, eu lhes escrevo porque venceram o Maligno. Filhinhos, eu lhes escrevi porque vocês conhecem o Pai. Pais, eu lhes escrevi porque vocês conhecem aquele que é desde o princípio. Jovens, eu lhes escrevi, porque vocês são fortes, e em vocês a Palavra de Deus permanece e vocês venceram o Maligno. – 1 João 2:12-14

Quem não gosta de ser elogiado? Quem não gosta de ter seu trabalho reconhecido? A quem um elogio não motiva a continuar no caminho certo? Um elogio nos motiva a continuar na mesma direção, avançando. Por outro lado, uma repreensão verdadeira e genuína, recebida por quem é humilde para reconhecer falhas, nos provoca a mudar de direção, sair do caminho que nos leva para o local errado e voltarmos ao caminho que nos leva para o “alvo”.

O apóstolo João procura neste trecho incentivar a Igreja. Justificando o motivo de lhes escrever (“eu lhes escrevo porque…”), ele procura incentivar o povo a continuar no caminho correto, no caminho que leva a vida. Ele reconhece que mesmo em meio as investidas dos falsos mestres com seus falsos ensinos, a Igreja tem se mantido fiel a Palavra do Senhor, ao Evangelho de Cristo. Claro que aqueles que lerem as palavras de João e não estiverem sendo fiéis, certamente encararam estes “elogios” de outra maneira. Com inveja ou com temor, quem sabe motivando-os a se voltarem ao caminho correto.

Certo é que o verdadeiro cristão gostaria de ser elogiado por sua conduta. Ter um feedback de como está o caminhar cristão seria algo excepcional, pois poderíamos tomar atitudes para corrigir falhas e nos motivar a continuar nos acertos.

Imagine receber as Palavras do apóstolo João da boca de seu pastor no final de seu ministério, condição em que provavelmente se encontrava João. Imagine receber estes elogios do próprio apóstolo João, o qual aprendeu pessoalmente com o Senhor. Quão tremendo seria!

Mas o que precisa nos inquietar é a realidade que este feedback nos será dado pelo próprio Senhor um dia. E a realidade de que prestaremos contas e de que não haverá mais tempo de corrigir nada deve nos manter alertas como crentes, vigilantes. Daí a importância de compreender aquilo que João disse à Igreja e avaliar nossas vidas diante de Deus para vermos se estamos em condição de obreiros aprovados ou não.

André Anéas

[acompanhe esta série de posts sobre Recebendo um “Feedback” de Deus]

1/8 – Introdução – Igualdade no Corpo [Recebendo um “Feedback” de Deus]

Acesse o link original desta pregação:

Recebendo um “Feedback” de Deus

Ouça o audio:

Faça o download:

Recebendo um “Feedback” de Deus – (download – clicar com o botão direito e em ‘salvar link como’)

Anúncios

Introdução – Igualdade no Corpo [Recebendo um “Feedback” de Deus]

Igualdade

Filhinhos, eu lhes escrevo porque os seus pecados foram perdoados, graças ao nome de Jesus. Pais, eu lhes escrevo porque vocês conhecem aquele que é desde o princípio. Jovens, eu lhes escrevo porque venceram o Maligno. Filhinhos, eu lhes escrevi porque vocês conhecem o Pai. Pais, eu lhes escrevi porque vocês conhecem aquele que é desde o princípio. Jovens, eu lhes escrevi, porque vocês são fortes, e em vocês a Palavra de Deus permanece e vocês venceram o Maligno. – 1 João 2:12-14

Introdução:

Para compreender melhor aquilo que o apóstolo João expressa no texto de sua primeira epístola, precisamos compreender dois conceitos importantes: igualdade no Corpo de Cristo e o que é um Feedback. Neste primeiro post introduzirei a Igualdade no Corpo.

Igualdade no Corpo

A Igreja do Senhor é formada por pessoas diferentes. Ela é heterogênea. Temos no nosso meio crianças, jovens, adultos, homens, mulheres, os “mais experientes”, aposentados, estudantes, trabalhadores, etc. Gente de toda tribo, língua e nação. Mas, mesmo em toda diversidade do Reino, existe algo que nos une, que nos faz iguais, que nos faz semelhantes, que nos faz irmãos. O Senhor Jesus é o que nos faz ser Corpo.

Estamos unidos por Ele. Se não fosse Cristo Jesus, de maneira alguma nos reuniríamos, nos amaríamos. Cristo quebra as barreiras entre nós e constrói pontes que nos unem, nos aproximam. Deus, em Cristo, nos transporta de um império de trevas, egoísmo, rancor, para o Reino do Filho do Seu amor (Colossenses 1:13)!

No Reino de Deus não há espaço para discussões envoltas a vaidades humanas, semelhantes a dos discípulos de Jesus, que discutiam quem seria o maior (Marcos 9:30-35). Fazemos parte de um povo que sabe que todos servem a todos. O maior é o menor. O primeiro é o último. O chefe é o escravo. Por isso, na Igreja do Senhor existem sérias advertência àqueles que ensinam a Palavra, pois serão julgados com maior rigor (Tiago 3:1). Não tem espaço para quem busca status ou fama.

Além disso, não existe na Igreja de Deus um conhecimento oculto, em que os que conhecem esta verdade (sabedoria, conhecimento) se aproxima mais de Deus. Não! Na Igreja a verdade é o Filho, e devemos conhecê-lo e prosseguir em conhecê-lo (Oséias 6:3).

Na Igreja “tamanho não é documento”. Não digo em estatura, mas em idade, experiência de vida, classe social, etc. Todos tem importância. O apóstolo João demonstra esta realidade em sua primeira carta, buscando sempre se referir a todos no Corpo e de forma amável.

Cristo nos une e somos todos iguais Nele. Esta é uma verdade. Porém, em meio a tanta heresia no meio da Igreja, o apóstolo do amor busca esclarecer o que é verdadeiramente ser crente em Cristo. 1a João nos é útil, pois em meio as afirmações do apóstolo, somos confrontados com nossa vida. As verdades colocadas por João, nos servem de “testes”, que nos farão ver se verdadeiramente somos filhos da luz.

Sendo íntimo de seus destinatários, o que fica claro pela maneira de referenciá-los, ele destila elogios, dá um feedback. Aquilo que o apóstolo vê na igreja de positivo não é poupado em suas palavras. E são sobre estes elogios – feedbacks positivos – que gostaria de falar. Elogios ou verdades constatadas por João sobre a Igreja que, embora tenham destino a classes de pessoas dentro da comunidade do 1o Século, certamente podem ter como receptores qualquer pessoa no Corpo e em qualquer época, pois conforme vimos, todos somo um Nele.

André Anéas

[acompanhe esta série de posts sobre Recebendo um “Feedback” de Deus]

Acesse o link original desta pregação:

Recebendo um “Feedback” de Deus

Ouça o audio:

Faça o download:

Recebendo um “Feedback” de Deus – (download – clicar com o botão direito e em ‘salvar link como’)

Recebendo um “Feedback” de Deus

A Paz do Senhor!

Em 18/08/2013, tive o privilégio de pregar na igreja Batista em Vila Dalila. Agradeço a oportunidade ao Pr. Rogério e oro para que o Senhor o abençoe no começo de ministério por lá.

feedbackVocê já pensou o que o Senhor lhe falará no Dia em que Ele se manifestar para julgar a humanidade? Qual será o feedback que Deus nos dará neste glorioso Dia? Este é o tema da palavra “Recebendo um “Feedback” de Deus”, baseado em 1 João 2:12-14.

Que o Senhor te abençoe e fale profundamente contigo, em nome de Jesus!

André Anéas

Download: Recebendo um “Feedback” de Deus