Lado a Lado: Seja Como For e Onde For…

lado a ladoNo último sábado, dia 24/10/2015, tive o privilégio de compartilhar uma palavra para casais, na Igreja Batista Pq. das Nações, em Santo André.

Muitos são os temas abordados quando falamos sobre casais. Comunicação, sexo, filhos, etc. Todos sempre muito importantes. Porém, e quando não conseguimos encontrar no nosso próprio cônjuge a cooperação necessária para o casamento dar certo? E quando investimos tempo, emoção e não vemos o mesmo esforço do outro lado?

A Bíblia nos ensina que o cristão não deve ser aquele que tem a separação ou divórcio como opção. Obviamente não me refiro a situações de traições e violência doméstica. Mesmo assim questiono, como permanecer casado nesta situação, quando, quem sabe, o cônjuge não compreende o perdão, o amor e a humildade cristã?

Que esta mensagem traga orientação e nos ajude a construirmos um casamento em que possamos estar de fato lado a lado, seja como for e onde for.

André Anéas

Lado a Lado, Seja Como For e Onde For

Anúncios

Deus Está Pronto para Perdoar [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

perdaoAlém de não se mostrar um Deus indiferente ao homem pecador e rebelde, Deus está pronto para perdoar o homem. Ora, se não fosse esta a intenção de Deus desde a criação, qual o sentido do interesse de Deus com o homem e de sua não condenação instantânea da raça humana? É claro nas Escrituras que Deus planeja em todos os momentos a redenção do homem pecador. Sua salvação!

Muito diferente de nossos relacionamentos humanos, que ao passarem por entraves nos quais o perdão é o caminho para reconciliação e que é constantemente postergado em um processo de amargura e dor, Deus não hesita em promover uma reconciliação. Deus não deixa de falar com o homem pecador, Deus não deixa de ter uma atitude para promover um ambiente de restauração.

Quantas histórias você já ouviu de familiares que ficaram sem se falar por anos, décadas? É algo comum, infelizmente. O perdão não combina com nossa cultura egocêntrica, em que cada um só pensa em si mesmo.

O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Pelo contrário, ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento. – 2 Pedro 3:9

Deus estava, está e sempre estará pronto para perdoar o homem de suas falhas! Quando a igreja foi questionada acerca da demora do retorno do Senhor, a reposta de Pedro foi: “Ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento”. Este é o desejo de Deus para nós e assim o foi para com Adão e Eva.

Sua vida pode demonstrar falhas e você pode ter cometido pecados contra o Senhor. Por piores que eles tenham sido, por mais desastroso que tenha sido o rumo da sua vida e, quem sabe, você chegou ao ponto de perder as rédeas da vida e acreditar que não tenha mais jeito, saiba que Deus está pronto para te perdoar! Deus está pronto para restaurar! Deus está pronto para te aceitar de volta e mudar sua história! Ele já tomou uma atitude!

Ele não indiferente a você e está pronto para te perdoar!

André Anéas

Acompanhe esta série de posts!

1/5 – Introdução [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

2/5 – Deus Não É Indiferente! [“Qual a Real Intenção de Deus para com a Humanidade?”]

Acesse o link original desta pregação:

“Onde está você?”

Ouça o audio:

Faça o download:

“Onde está você?”

Perdão dos Pecados [Recebendo um “Feedback” de Deus]

Filhinhos, eu lhes escrevo porque os seus pecados foram perdoados, graças ao nome de Jesus.  1 João 2:12

perdao

É lindo ver que João ao escrever “filhinhos” pode estar se referenciando as crianças da Igreja. É algo que revela que o ensinamento de Cristo, de valorizar os pequeninos e colocá-los como referência, é algo que prevalecia na Igreja da época do apóstolo. Aqui se percebe a pureza do Evangelho, que precisar estar claro dentro de nós.

Nossos pecados são perdoados por causa do Senhor Jesus. Somente Nele existe perdão. Somente em Cristo podemos ser lavados da culpa de nossas falhas deliberadas contra a Majestade do Criador. A compreensão desta doutrina pode parecer clara. Mas o fato é que não bastar entender. Esta verdade deve estar dentro de nós.

A. W. Tozer, escreveu em seu livro The Knoledge of the Holy que:

“O homem que chega à crença correta sobre Deus é aliviado de dez mil problemas temporais, pois ele vê imediatamente que esses têm a ver com questões que, ao máximo, não podem o preocupar por muito tempo; embora os muitos fardos temporais sejam tirados dele, o fardo da eternidade ainda o esmaga com um peso maior de todas as angustias do mundo amontoadas sobre ele. Esse fardo poderoso é a sua obrigação para com Deus. Inclui uma obrigação imediata e vitalícia de amar a Deus de todos os poderes da mente e alma, de obedecê-lO perfeitamente, e adorá-lO dignamente.”

A realidade de se compreender o tamanho do problema do pecado é o que nos levará a constatação de que precisamos ser perdoados. E mais, de que nada do que a gente faça pode nos fazer garantir o perdão. Este fato é assustador e aterrorizante, pois nos percebemos sem escape, sem saída, sem alternativa. Nosso destino é o inferno. Mas louvamos ao Senhor pela Sua graça que nos salva gratuitamente em Cristo Jesus e nos dá a vida eterna Nele!

Ter os pecados perdoados é ter compreendido e encarnado o Evangelho. E o que seria o Evangelho senão uma boa notícia?

Pois também Cristo sofreu pelos pecados uma vez por todas, o justo pelos injustos, para conduzir-nos a Deus. Ele foi morto no corpo, mas vivificado pelo Espírito… – 1 Pedro 3:18

Pelas palavras de João, aqueles “filhinhos”, sejam criança ou a Igreja em geral tinham compreendido a mensagem do Evangelho, o recebido, e tido os pecados perdoados. A Igreja compreendera o que Jesus fez por nós. Por isso João lhes escreve, porque eram crentes em Cristo e porque João queria incentivá-los a permanecerem fiéis, elogiá-los, pois estavam no caminho correto. Não somente entenderam logicamente a mensagem de Deus, mas tiveram os pecados perdoados. E isto é importante. João não fala com quem tirou dez em teologia, com quem frequentava a Escola Bíblica Dominical, com quem tinha frequência no culto, mas ele se importa com quem tem os pecados perdoados! O que importa para João é na verdade a experiência real de perdão de pecados vivenciada por seus “filhinhos”.

Esta experiência real é o que importa para nós. É muito importante e primordial muitas coisas dentro do Corpo. Mas se não tivermos a real experiência de termos nossos pecados perdoados pelo nome de Jesus, de nada valerá estarmos presente nas atividade da igreja.

André Anéas

[acompanhe esta série de posts sobre Recebendo um “Feedback” de Deus]

1/8 – Introdução – Igualdade no Corpo [Recebendo um “Feedback” de Deus]

2/8 – Introdução – “Feedback” [Recebendo um “Feedback” de Deus]

Acesse o link original desta pregação:

Recebendo um “Feedback” de Deus

Ouça o audio:

Faça o download:

Recebendo um “Feedback” de Deus – (download – clicar com o botão direito e em ‘salvar link como’)