Espiritualidade de ovelha

Compartilho a menagem do último domingo: “espiritualidade de ovelha”. O que tem te faltado na vida? Quais são suas necessidades? Quais são suas carências? Aceitação? Subir mais degraus em “santidade”? Agradar alguém – o pastor, um amigo, alguém importante da igreja?

Nesta exposição do Salmo 23 somos desafiados a ser ovelha, dependendo, portanto, do Bom Pastor. E só!

nEle,

André Anéas

Anúncios

“Banquete do Reino de Deus” [Jesus: o poeta da Torá]

“Jesus: o poeta da Torá”: série de mensagens da #IBQ. O evangelho através da voz do próprio Jesus, em parábolas.

Domingo passado a reflexão foi na parábola do “banquete do Reino” (Lc 14:1-24). Deus tem feito convites à pessoas, mas muitas delas dão desculpas para não viver na vida o evangelho. Os pobres, os cegos e mancos estão estão entrando na festa… E você que recebeu o convite? Está desperdiçando a oportunidade que Deus te deu? Esta mensagem vai mexer com nossa preguiça, estagnação e atrofiamento espiritual.

Esta e outras lições podemos aprender ouvindo Jesus e seu evangelho.

Oro para que você abra seu coração e ouça a voz de Jesus, deixando-a fazer diferença em você.

nEle,

André Anéas

Conclusão [Desqualificados!]

pecador arrependido

Jesus não veio para os sãos, os “amigos do dono da festa”, ele veio para os doentes, aqueles que são barrados na entrada. Ele veio para desqualificados!. Afinal, quem precisa ser salvo se não o que está condenado? Quem precisa de remédio se não aquele que está doente? Quem precisa de Cristo se tem a si mesmo para se gloriar? Quem precisa de um Deus de amor se o amor próprio é suficiente? Quem precisa ser justificado se já possui todas as justificativas em si?

No evangelho do reino de Deus, anunciado por Jesus, não pesa a tradição, a fama ou o status. Muito pelo contrário, em Cristo são aceitos os desqualificados!.

Espero que você seja um verdadeiro adorador de Deus, alguém quebrantado e humilhado na presença de Jesus, que compreendeu que nada se compara com o Senhor! Alguém que não se envaidece com as coisas deste mundo. Alguém que, em um momento de humilhação e injustiça, como as inúmeras situações que Paulo vivenciou, procura olhar para Cristo e ter o privilégio de se identificar com Ele em Seus sofrimentos. Privilégio de nos identificarmos com Ele, para que de alguma forma alcançar a ressurreição dentro os mortos e receber a recompensa dos “loucos” deste mundo que percebem todo sentido da vida em um Deus que ama a ponto de entregar Seu único Filho para morrer em uma cruz em favor de gente desqualificada!.

Se você se enxerga, entretanto, como alguém cheio de si, que confia em sua própria justiça, que você olhe para dentro de você e pense na sua última falha. Na última vez em que se viu incapaz. Naquela situação em que você não tinha saída. Na última noite mal dormida. Que você coloque a “mão” na consciência e perceba que, por melhor que você pense que é, por maior que seja sua reputação, sua fama, seu status, sua tradição, você não tem poder para vencer a morte, para explicar inúmeras coisas, a começar por si mesmo, nem para se salvar do próprio pecado.

Arrependa-se hoje. Se aceite como um desqualificado!. Alguém que carece de um salvador! Pois o Deus do nosso Senhor Jesus Cristo te ama com um amor eterno! Com um amor único, puro, santo. Receba, pela fé em Jesus, em Seu sacrifício e Sua ressurreição, a graça salvadora de Deus!

Agora, se você está sem esperança e se vê como um verdadeiro desqualificado!, o evangelho do Senhor Jesus é para você! Que Nele, você desfrute do alívio que Jesus nos dá, da alegria de viver que Ele nos fornece e se sinta amado, por um Deus que te conhece e já experimentou os desprazeres da nossa vida humana. Ele te ama com um amor imensurável e deseja que você seja mais que vencedor em Cristo Jesus (Romanos 8:37).

André Anéas

[acompanhe esta série de posts sobre Desqualificados!]

1/10 – Introdução [Desqualificados!]

2/10 – Contexto [Desqualificados!]

3/10 – Confiança no Espírito ou na carne? [Desqualificados!]

4/10 – Exemplo de Paulo [Desqualificados!]

5/10 – Supremacia de Cristo [Desqualificados!]

6/10 – Perseverança em Ser Semelhante a Cristo [Desqualificados!]

7/10 – Exemplo [Desqualificados!]

8/10 – Inimigos da Cruz de Cristo [Desqualificados!]

9/10 – Cidadania Celeste [Desqualificados!]

Acesse o link original desta pregação:

Desqualificados!

Ouça o audio:

Faça o download:

Desqualificados!

O Reino de Deus é como um tesouro…



O Reino dos céus é como um tesouro escondido num campo. Certo homem, tendo-o encontrado, escondeu-o de novo e, então, cheio de alegria, foi, vendeu tudo o que tinha e comprou aquele campoMateus 13:44

“O Reino de Deus chegou” é o centro da pregação de Jesus de Nazaré. O principal propósito de Cristo em sua pregação era anunciar o Reino dos céus e dizer a todos que se arrependessem devido a este acontecimento.

Hoje em dia não estamos acostumados a viver em uma monarquia, que pressupõe a existência de um reino. Basicamente, um reino é composto por princípios, regras e leis que partem da autoridade suprema do reino, o rei. E mesmo que nós não vivamos em um reino propriamente dito, fato é que baseamos (conscientes ou não) nossas vidas em princípios, regras e leis de algum “reino”. E se não estivermos aderentes ao padrão do reino em que estamos inseridos, consequentemente, não estaremos aptos a sermos cidadãos do reino, correndo o risco de sermos colocados a margem da sociedade deste reino (marginalizados).

O reino mais predominante nos dias de hoje possui alguns princípios, regras e leis. O padrão deste reino é muito simples de ser detectado, pois está em total contraste com o Reino de Deus anunciado por Jesus. Vou intitular este reino como “Reino dos homens”.

Principais diferenças:

Reino dos homens”:

  • Cada um por si
  • “O mundo é dos espertos”
  • Faça o que der na “telha”
  • Não há esperança ao descontentes ou oprimidos do reino
  • Não há saída para quem não quer aderir aos valores do reino

Reino de Deus

  • Todos os habitantes deste Reino vivem em comunhão
  • Os cidadãos deste Reino não buscam “contar vantagem”
  • Os valores do Reino ao cidadãos são feitos pelo próprio Rei e todos sabem que estes valores são os melhores!
  • Este Reino é a esperança para os habitantes do “reino dos homens” e a esperança que foi alcançada para os que já fazem parte do povo
  • Este Reino é a “saída” para os que desejam valores diferentes dos encontrados no “reino dos homens”

Jesus nos diz que o Reino de Deus é semelhante a um tesouro perdido, que encontrado por um homem, o faz ALEGRE a ponto de vender TUDO o que possui para comprar o terreno onde o tesouro está localizado.

O Reino de Deus é algo muito valioso. Valioso ao ponto de quando encontrado tornar todas as demais coisas em posse do “encontrador” menos importantes do que o Reino. E menos importantes ao ponto de tudo se tornar insignificantes perto deste achado. O Reino de Deus é um tesouro, algo de muito valor, que faz o coração da pessoa que o encontra transbordar de alegria, deixando tudo de lado por este Reino.

Quando Jesus diz que o homem vende tudo, podemos entender que ele está falando de arrependimento. Quando o homem percebe o valor que este Reino tem, é natural, se o desejo do homem é se tornar “habitante” do Reino, que ele se arrependa de ter vivido nos padrões do reino dos homens, se convertendo ao padrão do Reino de Deus. Ou seja, mudando o seu andar para direção contrária, seguindo a partir de agora o Rei do Reino de Deus.

Agora, por que de tanta alegria em encontrar o Reino de Deus? Por causa do Rei que governa o Reino. O Rei que governa o Reino é bom, se preocupa com seu povo, os ama com um amor verdadeiro, é completamente justo, nunca errou, sabe exatamente aquilo que cada um necessita, é perdoador, misericordioso, gracioso e está acima dos “reis” que governam o reino dos homens. Além disso, Ele adota TODOS os habitantes do Reino como filhos! É um tesouro ou não é?

Não sei quais são os reinos, ou subúrbios do “reino dos homens” que você tem habitado. Talvez você esteja se dando muito bem neste reino, tirando vantagens ilícitas, passando para traz muita gente, ou sendo egoísta ao ponto de olhar somente para os seus interesses. Talvez você seja um desamparado. Alguém que não possui esperança, que não tem expectativa, que foi injustiçado. Ou ainda você está marginalizado, sem valores morais definidos e em prática, sem amor de ninguém, sem atenção.

Saiba de algo! O Reino de Deus chegou! Este Reino foi estabelecido aqui na terra quando Jesus morreu na cruz pelos habitantes do “reino dos homens”. O preço pago na cruz (morte de Cristo) é respectivo a escolha dos homens em fazer outro reino, com princípios, regras e lei contrários aos padrões de Deus.

Por causa da morte de Cristo, hoje nós temos acesso ao Reino de Deus. Mas, é pré-requisito o arrependimento, a conversão. Para se fazer parte do Reino de Deus, precisamos recebê-lo como um tesouro, deixando tudo que regia nossa vida e que está em contraste com os padrões do Rei. Mudar atitudes. Com o passar do tempo percebemos que há alegria, satisfação e sentido de vida verdadeiro e pleno no Reino de Deus.

O Reino de Deus chagou!

Deus abençoe sua vida, em nome do Rei do Reis e Senhor dos Senhores, Jesus!

André Aneas